Homeopatia

 
História da Homeopatia

Homeopatia é uma palavra de origem grega que significa Doença ou Sofrimento Semelhante.
A Homeopatia foi criada pelo médico alemão Samuel Hahnemann, natural de Meissen, na Alemanha, nascido em 10 de abril de 1755. Faleceu em Paris, a 2 de julho de 1843.
Ele formou-se em medicina aos 24 anos de idade na Universidade de Leipzig, na Alemanha, onde iniciou sua carreira como médico.
Hahnemann depois de 10 anos exercendo a medicina, estava descontente com a profissão que naquela época era muito agressiva para o organismo, passa então a dedicar-se a tradução de livros medicos, já que dominava vários idiomas. Numa dessas traduções, ele se depara com a descrição dos quadros de intoxicação por quinino (droga usada para a doença Malária), tinha uma notável semelhança com o quadro clínico da doença Malaria (conhecida como febre dos pântanos). A partir daí começa a fazer em si mesmo e em outras pessoas, experimentações com o quinino ou China officinalis, verificando o aparecimento de acessos de febres tal como na malária. Percebeu assim, o Princípio da Semelhança que, posteriormente deveria originar toda a base do tratamento homeopático. 
Então, Hahnemann vota a clinicar e continua a experimentar um número cada vez maior de substancias.
Ao longo de seus estudos, Hahnemann concluiu que a enfermidade de cada paciente é única e que durante sua evolução em decorrência de tratamentos sucessivos, pode modificar-se e apresentar-se com diversas facetas, e que cada sintoma ou doença, na verdade, são "pedaços" dessa única enfermidade crônica.



O que é a Homeopatia?????
É uma especialidade médica, reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina e pela Associação Médica Brasileira e é uma forma terapêutica oficial, tal como a Alopatia.
A Homeopatia entende o Homem como um ser composto de corpo físico, mente e espírito, sob a influência social, cultural, politica, econômica, emocional e ambiental.
Para a Homeopatia, a doença aparece por conta de um desequilíbrio da Energia Vital, que é a energia responsável pelo funcionamento do nosso organismo.
O Clínico na consulta homeopática vê o individuo como um todo, daí a afirmativa de que" a Homeopatia trata o doente, não a doença".
Por isso, o médico conversa bastante com o paciente para conhecê-lo bem e assim chegar com mais precisão ao medicamento que é pessoal, pois cada individuo é único.
Escolhido o medicamento, ele é administrado em doses muito diluídas, capazes de restabelecer a energia vital.
O tratamento proporciona uma melhoria na qualidade de vida também daqueles pacientes com doenças como rinite, sinusite, artrites, medos e tantas outras...
A Homeopatia permite o acompanhamento da evolução dos pacientes com parâmetros precisos de cura.
Não devemos confundir a Homeopatia com outras formas de tratamento como: Terapia Floral, Fitoterapia,Iridologia e tantas outras. 



















Nenhum comentário:

Postar um comentário